terça-feira, julho 15, 2008

A pegada de uma simpatica ideia I

A idéia de que existimos dentro de uma verdade sobre a nossa origem empurra-nos para muitas perguntas. A maneira como somos tratados pelos Sul-Africanos nos últimos meses cai bem nesta idéia sobre a nossa origem. A palavra xenofobia conseguiu aglutinar toda esta discussão sobre a origem, não da xenofobia em si como um conceito, mas a origem do nosso ontem. Se ontem éramos bantus, súbdito de uma historia unificadora, hoje quem somos? Porque o ontem conta, muitos estão indignados com a atitude dos Sul- africanos, admira-nos a ousadia de um povo de ontem que vive o hoje sem remorsos. Isso mexe connosco.

Mas porque é que nos moçambicanos pensamos que o ontem devia ser como hoje nas nossas relações de vizinhança? Também não sei. Os sul africanos devem ter descoberto uma outra verdade, da sua reconciliação com o mundo que nunca saiu deles. O mundo deles foi uma fronteira de racismo e opressão, assim como foi o mundo dos Zimbabweanos e Moçambicanos. Então onde esta a diferença? Também não sei. Para dar sofrimento a outrem precisa-se aprender a acostumar o sofrimento, para oferecer a morte a alguém precisa-se saber que da morte não mais voltaras. Não é uma profecia, os homens aprenderam isso, não pelo instinto, mas pela aprendizagem de que a vida é uma coisa efêmera para ser medida. Por isso mal-dizemos que a vida tem dois pesos e duas medidas.

O sul africano descobriu isso, de que não há problema nenhum em pensar no sofrimento ou na morte. Foi assim para este povo durante décadas. A disposição da “revolta” esta La presente, a historia pode ser contada meio sem graça, mas não deixa de ser parte de uma vivencia. O que esta acontecendo na áfrica do sul é uma armadilha para os moçambicanos, isto é, não há futuro se o ontem não foi salvo.

5 comentários:

Bayano Valy disse...

caro matine,
porquê temos que salvar o ontem? porquê não construimos uma outra realidade?

Jorge Saiete disse...

Caro Matine, parabens por nos apresentares uma interessante perspectiva de interpretar a xenofobia. agora, resta saber até onde isso é válido. digo isto porque me parece que o humano tem uma capacidade de selectividade na sua aprendizagem, interioriza e aplica o que lhe parece bom na base dos seus valores e deixa escapar tudo que não lhe é relevante.

me parece que os sul africanos lutaram contra o apartheid por a acharem contraria aos seus valores. diabolizaram todo o sistema reinante e o consideraram desumano. será que hoje recuaram no tempo e decidiram valorizar os traços mais brutais do sistema segregacionista?
abraço

Anónimo disse...

Caro Matine,

A realidade é: Há um direito à indemnização por danos sofridos pela vítima de um simples acidente de viação. E há igualmente um direito à reparação pelos danos físicos, psicológicos e os prejuízos financeiros sofridos durante os ataques xenófobas contra moçambicanos na Africa do Sul, que constitua um princípio do direito internacional (Ver: Declaração dos Direitos Humanos, artigo 8; e o julgamento do Tribunal Internacional, que decidiu no 14 de Fevereiro de 2002, que “a reparação deve, até onde possível, eliminar todas as consequências do acto ilícito e restabelecer a situação que teria, com toda a probabilidade, existido se aquele ato não houvesse sido cometido”.). Tudo claro? Por isso não há futuro sem julgamento e reparação. Acho que o problema chave é nossa cultura de impunidade. Que esta relacionada directamente com uma cumplicidade silenciosa entre os governos de Moçambique e da Africa do Sul. Quem paga o preço são as vítimas da xenofobia.

Um abraço
Oxalá

Stran disse...

Boa Tarde,

Acabei de criar um novo o site, o "escritores de blogues" (para visualizar o site basta clickar no meu nome). Este site é uma rede social destinada a todos os escritores de blogues que o fazem em português. O objectivo é criar um espaço comum a todos para que seja facilitado o contacto e a visibilidade de novos projectos independentemente da ferramenta (blogspot, sapo, wordpress) que utilizam.

Neste sentido gostava de o convidar, e a todos os escritores de blogues que estiverem interessados. Para tal basta seguir o link e carregar onde diz "Join this network".

Muito obrigado pela atenção,

Melhores Cumprimentos,

Stran

chapa100 disse...

caros

tenho andado ausente do blog nestes ultimos dois meses. voltando aos vossos comentarios acho que os sul africanos com a cultura juridica que existe naquele pais sabem do que estao fazer, interessa me o lado que forca as pessoas a ignorar essa cultura juridica. o conflito politico que se instalou com o possivel julgamento do zuma mostra bem como o passado moldou os sul africanos. salvar o passado seria este entendimento do debate que temos que ter sobre o percurso.